Esporte

Qui, 03/10/2019 | Atualizado em: 03/10/2019 às 08h37


Esporte

Mengão domina as ações, mas Grêmio empata

Jefferson domingos
A+ A-

As duas melhores equipes do Brasil, duelo de treinadores, Cebolinha contra Gabirel... Muitos questionamentos giravam em torno do primeiro jogo da semifinal da Libertadores, entre Grêmio e Flamengo. Mas as respostas para tudo isso só teremos na partida de volta, no Maracanã, porque o jogo de ontem, na Arena do Grêmio, terminou em empate por 1 a 1.

Quem pensou que o Grêmio, por jogar em casa, tomaria a iniciativa, se enganou. O Flamengo sufocou o Tricolor desde o início, teve 66% de posse de bola no primeiro tempo, e chegou a marcar dois gols na etapa inicial, que foram invalidados. Primeiro com Everton Ribeiro, depois Gabigol. Mas a arbitragem anulou os gols com auxílio do VAR.

No segundo tempo, o Grêmio foi se ajeitando. O jogo do Imortal começou a fluir e o time quase chegou ao gol com Everton e Matheus Henrique. Diego Alves fez belas defesas. Mas aí veio o banho de água fria. Bruno Henrique aproveitou cruzamento de Arrascaeta e marcou de cabeça, aos 23.

Gabigol teve outro gol anulado por impedimento, Bruno Henrique continuou infernizando e o Grêmio parecia ter sentido o gol, mas, aos 42, veio o empate. Everton avançou pela direita e cruzou para Pepê, que deixou tudo igual.