Plantão

Qui, 03/10/2019 | Atualizado em: 03/10/2019 às 08h37


Plantão

TJ mantém Kátia Vargas inocente

leo moreira
A+ A-

Desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia decidiram, na manhã de ontem, manter a decisão do júri popular que absolveu a médica Kátia Vargas do homicídio duplamente qualificado dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes Dias, de 21 e 23 anos, ocorrido em outubro de 2013. A sessão aconteceu na sede do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), no Centro Administrativo (CAB). Ao todo, foram 10 votos a favor de manter a sentença de 6 de dezembro de 2017, e anular a decisão que suspendia o júri que considerou a ré inocente. Quatro desembargadores votaram contra a decisão, cinco faltaram a sessão.

José Luis Oliveira Lima, advogado da médica, em entrevista ao MASSA!, comemorou a decisão. "Kátia sempre disse que é inocente, que não quis matar ninguém. Foi um alívio para ela saber que os jurados e os desembargadores analisaram detalhadamente o processo e atestaram a sua inocência", afirmou.

No mês passado, a médica foi condenada a pagar R$ 600 mil de indenização por danos morais para a família das vítimas. A decisão, da Vara Civil nada tem a ver com o julgamento de ontem.