Esporte

Qua, 04/09/2019 | Atualizado em: 04/09/2019 às 04h04


Esporte

Aleluia, uma vitória!

everton santos*
A+ A-

Após quatro empates consecutivos na Série B do Brasileirão, enfim, o Vitória voltou a triunfar, ontem, ao bater o Vila Nova por 2 a 0, no estádio Olímpico. Em um jogo de "seis pontos", o Leão foi eficiente, derrotou o Tigre chegando aos 24 pontos e aguarda o desfecho da rodada para firmar a sua posição na tabela de classificação.

A partida marcou uma mudança de esquema tático do Rubro-Negro. Logo de início, o técnico Carlos Amadeu tirou o atacante Jordy Caicedo e colocou o volante Rodrigo Andrade, propondo mais marcação no meio de campo e liberando os laterais.

E o que se viu no começo de jogo foram a baixa qualidade técnica das equipes e poucas oportunidades de ambos os lados. O donos da casa tomaram a iniciativa e chegaram ao ataque por duas vezes, aos oito e 17 minutos, mas sem levar perigo à meta rubro-negra.

Quando parecia que este seria o ritmo de toda a etapa inicial, o Vitória conseguiu chegar ao primeiro gol. Aos 27 minutos, brilhou a estrela do atacante Wesley, que pegou uma sobra de bola em um escanteio na entrada da área e finalizou. A 'redonda' desviou na zaga do Vila e encobriu o goleiro Rafael Santos, morrendo no fundo da rede do Tigre.

Daí em diante, o Leão pareceu gostar ainda mais do jogo. Tanto que, aos 39, Lucas Cândido lançou Wesley, que tabelou com Anselmo Ramon. O camisa 9 devolveu de calcanhar para o garoto, que com tranquilidade marcou o segundo gol do Vitória na partida.

Já na volta para o segundo tempo, as propostas das equipes ficaram bem claras desde o princípio. Com a vantagem no placar, o Leão se defendeu e contra-atacou em busca do terceiro gol, enquanto o Vila tentou pressionar de todas as formas para diminuir a distância no marcador.

Foi aí que o goleiro Ronaldo apareceu para salvar o Leão com boas defesas. Além das intervenções do arqueiro rubro-negro, a trave ainda ajudou o Vitória em duas oportunidades, em uma cobrança de falta do Vila e outra no último lance do jogo, numa cabeçada do atacante Claudinho.

Por fim, segurando a pressão desordenada do adversário, o Leão ficou mesmo com o triunfo por 2 a 0 e com os três pontos preciosos na luta contra a degola. Agora, o Rubro-Negro só volta a atuar no dia 14 de setembro, um sábado, às 16h30, no Barradão, contra o Guarani, outro adversário direto na fuga do Z-4.

*Sob a supervisão doeditor Léo Santana