Nas Ruas

Qui, 29/08/2019 | Atualizado em: 29/08/2019 às 04h04


Nas Ruas

Ufba paga parte da dívida, mas a greve continua

Da Redação
A+ A-

Após o anúncio de greve dos vigilantes terceirizados, a Universidade Federal da Bahia (Ufba) comunicou, na tarde de ontem, o pagamento de parte da dívida com o Grupo MAP, empresa responsável pela prestação de serviços de vigilância à instituição de ensino. Ainda assim, não há definição sobre o retorno dos seguranças às atividades.

Por meio de nota, a Ufba afirmou ter repassado o valor de R$ 2,1 milhões à empresa. A dívida total é de R$ 15 milhões. Mesmo após o pagamento, a empresa persiste em manter a suspensão do contrato, o que ocasionou a suspensão das aulas do período noturno no dia de ontem.

Ainda na nota, a Ufba afirmou que "não aceitará intimidação de qualquer espécie e, desde já, estuda as medidas jurídicas cabíveis. Nova resolução sobre o assunto será tomada amanhã [hoje], após a realização da assembleia dos trabalhadores da vigilância", diz trecho da nota.

O Sindicato dos Empregados de Empresas de Segurança e Vigilância do Estado da Bahia (Sindvigilantes) informou que aguarda a retirada do documento de suspensão de serviço pelo Grupo MAP e que, por isso, a categoria mantém a paralisação.