Esporte

Qui, 29/08/2019 | Atualizado em: 29/08/2019 às 04h04


Esporte

Paredão diz: Tá faltando maturidade

Felipe Paranhos
A+ A-

Nos últimos meses, o Bahia conquistou resultados marcantes e que empolgaram a torcida, como as vitórias contra Flamengo e Atlético-MG e o empate diante do Palmeiras. No entanto, o Esquadrão falhou em derrotar seus últimos quatro adversários que estão abaixo dele na tabela da Série A: o time só conseguiu empates contra Ceará, Chapecoense, Cruzeiro e Goiás. Por isso, o goleiro Douglas Friedrich fez um diagnóstico de quem conhece bem os companheiros: segundo o paredão tricolor, está faltando maturidade à equipe quando o Bahia é o favorito – caso do próximo compromisso, contra o CSA, sábado, às 17h, na Arena Fonte Nova.

"A gente espera um jogo muito difícil. Sabemos do nível do campeonato. Qualquer detalhe dentro da partida pode mudar a perspectiva do jogo. Tivemos experiências esse ano", disse, provavelmente se referindo às expulsões de Arthur Caíke, contra o Cruzeiro, e Moisés, ante o Goiás. "Hoje, por obrigação, temos que ser mais maduros diante desses desafios contra equipes que estão mais abaixo na tabela. Temos que ser fortes e confiantes, não proporcionar essa facilidade com um lance ou outro. Vamos fazer um jogo consciente do que aprendemos na competição e sabendo da responsabilidade de vencer dentro de casa", acrescentou.

Como é comum entre jogadores de futebol, ao menos publicamente, o goleiro fez questão de pregar humildade ao comentar seu bom momento. "Os números não são só do Douglas, mas de todo o sistema defensivo. Tem o comprometimento do pessoal da frente, com responsabilidade em defender. O pessoal que está ali atrás, quando se tem partida com solidez, sem sofrer gols, tem reconhecimento maior. Mas o sistema é que faz com que o time não sofra gols", falou.