Plantão

Qua, 28/08/2019 | Atualizado em: 28/08/2019 às 04h03


Plantão

Feminicídio Fim de namoro foi mortal pra garota

Nicolas Melo
A+ A-

Foi impossível para Gidauto Cerqueira, 47 anos, conter as lágrimas ao ver o corpo da filha, Gislane Luíza Herval Cerqueira, 16, e, em meio a soluços, ele só repetia: "Tiraram um pedaço de mim". O principal suspeito do assassinato da garota é André de Souza Santana, 32, ex-namorado da vítima .

O corpo dela estava em cima de um colchão, no quarto de um imóvel pertencente ao pai do suspeito, no edifício Água Viva, na avenida Aliomar Baleeiro, São Cristóvão.

O crime teria sido cometido por volta das 14h de segunda (26), quando André entrou em contato com parentes, usando o celular da ex, avisando que tinha feito uma "besteira". "Ele atraiu ela para a casa do pai dele e assassinou a minha filha. Tem uns 20 dias que eles terminaram e ela estava determinada, mas ele fez ou falou alguma coisa que atraiu ela para lá", lamentou Gidauto, ainda acrescentando que André fugiu e levou o aparelho e o cartão de crédito da filha.

Revoltado com a situação, Gidauto falou sobre a forma como foi avisado da morte da filha. "Estava em casa quando recebi a notícia e fui correndo assim que soube. Uma morte que foi às 14h e só fui notificado no final da tarde?", questionou. Uma equipe do Samu até tentou reanimar a menina, que, segundo Cerqueira, foi vítima de esganadura, mas não houve sucesso. "Houve todo esse tempo para me avisar, mas o que queriam é acobertar. E neste tempo o que acontece? Ele está fugindo", continuou o homem.