Nas Ruas

Ter, 27/08/2019 às 18h24 | Atualizado em: 27/08/2019 às 18h29


Nas Ruas

Vigiliantes da UFBA anunciam greve por tempo indeterminado

Redação
A+ A-
Divida chega ao valor de R$ 15 milhões - Reprodução
Divida chega ao valor de R$ 15 milhões
Reprodução

 

Os vigilantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA) iniciaram nesta terça-feira, 27, uma greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada durante assembléia realizada na portaria principal do campus de Ondina.

A Universidade Federal da Bahia tem uma dívida de R$ 15 milhões com o Grupo MAP, empresa responsável pela prestação de serviços terceirizados dos 380 vigilantes que trabalham na instituição de ensino superior.

O Sindicato dos Vigilantes da Bahia (Sindvigilantes) informou que um novo ato está marcado para às 8h desta quarta-feira (28), em frente ao prédio da instituição no Campus do Canela.

Por meio de nota, a UFBA comunicou que a dívida com a empresa ocorreu pela"grave situação orçamentária atravessada pela universidade, através de sucessivas gestões junto ao Ministério da Educação, visando à liberação dos recursos contingenciados e dos 30% de seu orçamento bloqueados pelo governo federal".