Esporte

Sáb, 10/08/2019 | Atualizado em: 10/08/2019 às 04h18


Esporte

É tudo dela Era só o que faltava, Rafaela!

Da redação
A+ A-

Campeã olímpica nos jogos do Rio de Janeiro, em 2016, Rafaela Silva já tem também um título mundial no currículo. Faltava a ela a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Não falta mais. Ontem, a brasileira da categoria até 57 kg derrotou Ana Rosa, da República Dominicana, com uma chave de braço com pouco mais de um minuto de combate.

"No primeiro Pan-Americano eu fui prata, nos últimos Jogos (do Pan) eu fui bronze. O ouro eu não tinha, não cheguei perto. Então era uma coisa que vinha cutucando na minha cabeça. Jogos Pan-Americanos são sempre amarrados, estou muito feliz com meu resultado", declarou Rafaela à TV Globo, logo depois de seu triunfo.

Antes, em outra disputa entre brasileiro e dominicano, Daniel Cargnin acabou ficando com a prata. O ouro foi de Wander Mateo. O judoca do Brasil viu a derrota com resignação. "Prata não era o eu queria, mas, analisando a circunstância das lutas, deixou a desejar, mas foi bom para o desenvolvimento pensando nas Olimpíadas. Acho que é válido, pelo decorrer do ano, para buscar os Jogos Olímpicos", disse, referindo-se à competição de Tóquio, no ano que vem.

Para completar a trinca de medalhas, Jeferson Santos Jr estreou com derrota, mas partiu para a repescagem e conseguiu terminar com o bronze. Na disputa, 'Juninho Bomba' – como é conhecido – conseguiu um ippon sobre Eduardo Araujo e garantiu um grande dia para o Brasil no judô.