Plantão

Sex, 09/08/2019 | Atualizado em: 09/08/2019 às 04h03


Plantão

Sargento é morto com tiro de fuzil

Douglas Corrêa
A+ A-

Agência Brasil

O sargento da Polícia Militar Otávio Correa dos Santos, 46 anos, morreu na quarta-feira (7) com um tiro de fuzil na cabeça, quando participava da equipe de reforço no patrulhamento da BR-101, na altura da Niterói-Manilha, no Rio de Janeiro.

A rodovia é recordista de assaltos a motoristas e roubo de cargas no estado. O militar era lotado nas Rondas Especiais de Controle de Multidões (Recom) e dava apoio às ações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A equipe estava com a viatura estacionada nas proximidades da comunidade Recanto das Acácias, às margens da rodovia, com a finalidade de coibir os roubos na região. Os militares que estavam com o sargento Otávio ouviram o barulho de um disparo e, em seguida, viram o colega gravemente ferido.

O militar foi levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, mas não resistiu. O disparo foi feito de fuzil, de longe, e a suspeita é de que tenha partido de um ponto de observação de criminosos na parte alta da comunidade.