Viver Bem

Sáb, 20/07/2019 | Atualizado em: 20/07/2019 às 13h49


Viver Bem

'Porta dos fundos' revela o prazer

gabriel conceição*
A+ A-

O sexo anal é uma prática milenar, mas que ainda é um tabu para muitas pessoas. Não se entregar ao prazer que o ato pode proporcionar pode ser causado pelo medo do desconhecido.

Perguntas como "Dá para chegar ao orgasmo com sexo anal?", "Sempre vai doer?", "Tem que lubrificar?", "Causa hemorroidas?" são frequentes em pessoas que desejam praticar o ato. No entanto, as respostas para essas questões são relativas.

"Sexo anal é prazeroso, mas existe aquele tabu de que você não deve fazer, além do 'medo' que roda essa atividade sexual. O ponto crucial para qualquer pessoa que deseja fazer o sexo anal é a conversa com o parceiro (a), estar em conexão com a outra pessoa. Tem pessoas que gostam e querem fazer, mas ficam com medo da dor. Minha dica é: se abra e brinque. Vá ao sex shop e procure alguns cremes estimulantes e lubrificantes. Eles irão te ajudar e muito na hora H. Além de géis com sabor para apimentar a região na hora do oral", disse a sexóloga Simone Queiroz.

Após a conversa fluir e você se sentir pronto para praticar o ato, alguns cuidados devem ser tomados. O uso de camisinha é mais que obrigatório na relação, pois o preservativo é um grande aliado para evitar contaminações e infecções sexualmente transmissíveis. O estímulo e a lubrificação no ânus evitam possíveis lesões, como fissuras e hemorroidas. A higiene do reto, a famosa "chuca", é indicada para evitar que saia algo de "lá".

De maneira geral, o sexo anal não costuma trazer complicações, desde que os cuidados sejam tomados e os desejos partam de ambos os lados.

*Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos