Esporte

Sex, 19/07/2019 | Atualizado em: 19/07/2019 às 08h00


Esporte

Em paz Tricolor sem caça às bruxas

Felipe Paranhos
A+ A-

Sem traumas: o dia seguinte à eliminação do Bahia da Copa do Brasil foi de reorganizar o foco. Agora, o Esquadrão só tem o Campeonato Brasileiro, com metas bem definidas. O goleiro Douglas Friedrich, que concedeu entrevista coletiva ontem no Fazendão, ressaltou que o time sentiu a desclassificação nas quartas de final para o Grêmio, mas que não transformou o revés em tragédia.

"Eu entendo que o ambiente que foi criado pela torcida e a expectativa de passagem eram por conta da nossa capacidade. (...) Temos que voltar à realidade e nos encontrar de novo e seguir em frente, sabendo que nossos compromissos serão tão grandes quanto as quartas de final da Copa do Brasil. Não vejo herói nem vilão", analisou.

O goleiro manifestou uma opinião que é de muitos torcedores: apesar da tristeza, fica a sensação de que o Tricolor está andando para a frente. "Entendo que a participação na Copa do Brasil faz parte da construção de um Bahia ainda maior, que tem buscado, a cada ano evoluir de forma geral. A gente sofreu ontem. Hoje a gente está muito motivado, já para a sequência do Campeonato Brasileiro", declarou.

Douglas, inclusive, foi um dos poucos titulares que treinou ontem. Ele participou de uma atividade com o preparador de goleiros Rogério Lima.