Viver Bem

Seg, 15/07/2019 | Atualizado em: 15/07/2019 às 07h43


Viver Bem

Exemplo de força de vontade para viver

gabriel conceição*
A+ A-

Hoje, 15 de julho, é celebrado o Dia Internacional do Homem. A data foi criada com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados com a saúde masculina.

O agente de manutenção da CCR Metrô Bahia, Anderson Pereira, de 38 anos, é um perfeito exemplo de transformação que pode servir de inspiração para outros homens que buscam melhorar seu estilo de vida. Há cerca de dois anos, Anderson chegou a pesar 113 quilos. O sobrepeso estava destruindo tanto o seu corpo como a sua vida.

Após ir ao médico, o agente de manutenção foi diagnosticado com hipertensão, além de apresentar alta taxa de gordura no fígado e colesterol alto. Com esse quase "ultimato", Anderson sentiu o baque da realidade: a saúde pedia socorro. Assim, ele resolveu mudar para melhor.

"Há cerca de dois anos, eu estava acima do peso e foram aparecendo alguns problemas de saúde, como hipertensão, colesterol alto, gordura no fígado e outras pequenas coisas. A partir disso, fui ao médico e ele foi bem direto comigo me dando duas opções para perder peso, que eram tomar remédios para perda de peso ou começar a me exercitar. Assim que saí do consultório, eu resolvi mudar. Comecei a malhar e a correr e vi que, cada vez mais, o resultado estava vindo", contou.

Pesando atualmente 81 quilos e com um corpo bem mais esbelto e sadio, Anderson comemora o desaparecimento de todas as doenças ligadas ao seu excesso de peso. Foram 32 quilos perdidos. Mudando totalmente sua dieta e parando de beber, o agente de manutenção virou uma inspiração para os amigos e familiares, que se contagiaram com a força de vontade do guerreiro.

"Amigos meus foram vendo minha mudança física e me perguntavam como eu tinha conseguido perder esses quilos. No entanto, eu sempre falava que ou vai pelo amor ou vai pela dor, porque tem que ter o foco e a força de vontade. Temos que cuidar da nossa saúde. Só nós mesmos podendo decidir isso", afirmou Anderson.

* Sob a supervisão da editora Kenna Martins