Esporte

Qui, 11/07/2019 | Atualizado em: 11/07/2019 às 07h30


Esporte

Tudo igual VAR trabalha e rubro-negros empatam

Léo Santana
A+ A-

Em um jogo marcado pelo uso do árbitro de vídeo, Athletico-PR e Flamengo empataram em 1 a 1, ontem à noite, na Arena da Baixada, na partida de ida das quartas de finais da Copa do Brasil. O zagueiro Léo Pereira abriu o placar para o Furacão, mas o atacante Gabigol, de cobertura, igualou o marcador para o Urubu na capital do Paraná.

No entanto, a partida em Curitiba chamou a atenção mesmo pela quantidade de gols anulados do time paranaense com a consulta do VAR. Foram três lances de impedimento dos jogadores do Athletico que resultaram em bolas na rede do Mengão, mas que o árbitro Anderson Daronco, com o auxílio do árbitro de vídeo, voltou atrás e anulou.

Além disso, ainda houve mais duas polêmicas. Em uma delas, o goleiro Diego Alves, do Flamengo, pegou a bola com as mãos fora da área, mas o juiz não viu e também não houve a ajuda do VAR. Em outra, houve dúvida quanto a um pênalti a favor do Furacão, mas, após consulta ao árbitro de vídeo, Daronco marcou falta para o Flamengo no início do lance.

No fim, após dez minutos de acréscimos na etapa final, não houve mais gols e a partida acabou mesmo na igualdade. As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (17), às 21h30, no Maracanã. Quem vencer o duelo avançará à semifinal e, em caso de novo empate, a decisão da vaga vai para a disputa de pênaltis.