Plantão

Qui, 11/07/2019 | Atualizado em: 11/07/2019 às 07h30


Plantão

Pancadaria Jovem agredido depõe ao MP

leo moreira
A+ A-

Cayan Santana, 19 anos, vítima de agressão na madrugada de 3 de julho, após uma festa, em Ondina, prestou depoimento na tarde de ontem, no Ministério Público da Bahia , em Nazaré. Visivelmente abatido, o estudante chegou acompanhado do pai, Ary Santana, do advogado Ari Guarisco e da mãe.

Durante a conversa com o promotor Davi Gallo, o jovem confirmou a versão de que ao tentar apaziguar o confronto, foi agredido. "Esta é a primeira vez que tive a oportunidade de ouvir a versão de meu filho. Até pela frágil condição dele. Mas, de uma coisa este pai está certo: tentaram matar Cayan", disse Ary.

"Cayan trouxe informações valiosas. Ele se recorda de boa parte do episódio e foi preciso nos relatos. Confirmou aquilo que já havia sido dito pelas testemunhas e pelo vídeo. É um passo importante o fato do MP tomar a dianteira do caso. Ficamos com a certeza de que a justiça será feita e a lição de que a justiça é para todos, ricos ou pobres. Para aqueles que acham que estão acima da lei, acredito que terão uma firme resposta", salientou Guarisco.

Ele também aproveitou para criticar o andamento das investigações feitas pela 7ª Delegacia. "Em todo momento o interesse foi nosso. Levamos as testemunhas, os vídeos. Informamos as câmeras instaladas no local. Doutor Davi Gallo entrou em contato com eles e teve a informação de que sequer uma portaria foi instaurada. Ou seja, as coisas estão em marcha lenta".