Viver Bem

Seg, 08/07/2019 | Atualizado em: 08/07/2019 às 04h02


Viver Bem

Se atente aos sinais e salve a sua pele

gabriel conceição*
A+ A-
nalmassa.com.br

Os sinais na pele, também conhecidos como as famosas pintas pretas, são neoplasias benignas, ou seja, pequenos tumores que se formam por uma aglomeração de células de um mesmo tipo. Muitas pessoas têm pintas e sinais espalhados pelo corpo que nem sempre apresentam algum risco, mas, quando apresentam, são um perigo e tanto.

Um dos seus principais tipos são os sinais pretos derivados dos melanócitos (células que depositam melanina na pele). Esse pigmento é responsável pela coloração da pele e dos pelos. Uma concentração de melanócitos maior que a normal acaba formando as conhecidas manchinhas escuras.

As pintas normalmente surgem na infância, durante o crescimento, e na idade adulta, em decorrência de uma série de fatores como a genética e a exposição excessiva à luz do sol.

Porém, os aparecimentos constantes desses sinais devem ser avaliados de perto por um especialista, pois podem estar indicando um problema sério de saúde, como o câncer de pele.

"Como toda neoplasia, o surgimento se dá por uma proliferação anormal de um clone celular, que se multiplica inúmeras vezes, formando um aglomerado de células. Alguns sinais indicam a possibilidade de que um sinal possa ser um câncer de pele. Por isso, é fundamental o acompanhamento com um dermatologista de confiança", alertou o dermatologista Ricardo Liborio.

Para evitar o aparecimento de novas pintas, o uso diário de protetor solar é altamente recomendado. Se seu sinal aumentou de tamanho, mudou de cor ou começou a sangrar, procure imediatamente um especialista. Uma avaliação médica com um diagnóstico cedo pode salvar sua pele.

* Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos