Nas Ruas

Sex, 05/07/2019 | Atualizado em: 05/07/2019 às 04h02


Nas Ruas

Idosos que residem em abrigos são desnutridos

Tainá Cristina*
A+ A-

Uma pesquisa feita pela nutricionista e especialista em gerontologia Liliam Barbosa Ramos revela que mais de 65% dos idosos que vivem em abrigos públicos e filantrópicos de Salvador são desnutridos. No Brasil, há mais de 29 milhões de pessoas acima dos 60 anos e a expectativa, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é que o número ultrapasse os 73 milhões até 2060.

De acordo com Lilian Ramos, durante a pesquisa, que foi realizada em 16 entidades geriátricas da capital baiana em 2012, foram encontradas situações problemáticas no aspecto de saúde e nutrição dos idosos.

Além disso, 38% do público da terceira idade das instituições avaliadas foram identificados com algum tipo de anemia. Em relação à massa muscular, mais de 90% apresentaram problemas nesse aspecto, aumentando o risco de queda e outros problemas.

"Esses problemas reduzem a capacidade funcional do indivíduo idoso. São idosos que têm uma alimentação insuficiente e nós encontramos nessas instituições um consumo abaixo do recomendado de alimentos fontes de proteínas, que é um aspecto importante. Nos abrigos, fizemos recomendações em relação ao que tínhamos encontrado de problemas relacionados à alimentação, déficit de peso e massa magra", afirmou Ramos.