Nas Ruas

Qui, 04/07/2019 | Atualizado em: 04/07/2019 às 04h02


Nas Ruas

Definido Centro de Convenções já tem administradora

Tainá Cristina*
A+ A-

A empresa G.L. Events venceu, com a proposta de R$ 10 milhões, a licitação para administrar as atividades do Centro de Convenções de Salvador. A homologação do processo foi publicada ontem no Diário Oficial do Município.

Conforme a publicação, a empresa vencedora assume o gerenciamento da Gestão, Planejamento, Implantação, Operação, Manutenção e Promoção do complexo, tendo em vista a realização de feiras, congressos, shows, seminários e outros eventos.

No último dia 28, a entidade, que gere o Centro de Convenções do Rio de Janeiro e São Paulo, tinha sido habilitada, mas ainda havia a possibilidade dos adversários recorrerem.

De acordo com o secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, com o alto nível de satisfação no desfecho do processo, foram realizadas audiências públicas fora de Salvador, apresentando para o mercado todo o estudo de viabilidade, chegando à licitação com muita confiança. Com isso, a G.L. Events, uma empresa de capital estrangeira, de base francesa, chama a atenção pela virtude e expertize comercial.

A expectativa, como prevê Cláudio Tinoco, é que a G.L. Events já inicie em setembro os contratos comerciais de forma efetiva, para a realização de eventos no equipamento em 2020. "A empresa irá preparar todo o material de apresentação do Centro de Convenções de Salvador, para participar das principais feiras internacionais. Com isso, nós ganhamos, além de uma empresa com capacidade gerencial de operar o complexo durante cinco anos, com uma visão e experiência comercial internacional. Isso deve nos permitir alavancar a captação de eventos. É muito provável que a gente passe a sediar de volta a Bienal do Livro, que existia no centro e deixou de ocorrer", disse o gestor da Secult.