Esporte

Qua, 19/06/2019 | Atualizado em: 19/06/2019 às 10h15


Esporte

empate sem axé na fonte

Léo Santana
A+ A-

Tinha tudo para ser uma noite de muita festa em Salvador, mas o final do jogo foi frustrante. Sem o axé peculiar da capital baiana e com o auxílio do árbitro de vídeo, que anulou dois gols do Brasil de forma correta, a Seleção Brasileira não passou de um empate em 0 a 0 com a Venezuela, ontem à noite, na Arena Fonte Nova, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América.

Com este resultado, o time do técnico Tite foi aos quatro pontos, na liderança do Grupo A do torneio. Já os venezuelanos somam dois pontos e ficam na terceira colocação da mesma chave. A equipe brasileira vai em busca da classificação às quartas de final no próximo sábado (22), diante do Peru, na Arena Corinthians, em São Paulo.

O Brasil começou o jogo tentando pressionar a Venezuela em seu campo de defesa com jogadas rápidas no sistema ofensivo. A primeira boa oportunidade surgiu aos 14 minutos, quando Arthur acionou David Neres que chutou para fora. Na sequência, aos 16, Richarlison arriscou uma finalização cruzada e colocou o goleiro Fariñez para trabalhar.

A resposta da Venezuela aconteceu com Rondón aos 18 minutos. O atacante recebeu bom cruzamento, escorou de cabeça e a bola passou raspando a trave de Alisson. A equipe Vinho Tinto ainda teve mais duas boas oportunidades de abrir o placar na primeira etapa, mas passou em branco.

No intervalo, o técnico Tite colocou Gabriel Jesus na vaga de Richarlison. Logo em seu primeiro lance de perigo, o atacante recebeu uma bola cruzada na área e finalizou, estufando a rede venezuelana. No entanto, após consultar o árbitro de vídeo, o juiz anulou o gol alegando impedimento brasileiro no início da jogada.

A partir daí, o Brasil trocou muitos passes em busca do gol, mas sem obter êxito. E, aos 41, teve mais um gol anulado pelo VAR. Depois de uma bela jogada de Everton, a bola sobrou para Coutinho que bateu para o gol, mas a redonda desviou em Firmino, antes de entrar na meta da Venezuela. Mais uma vez, com auxílio do árbitro de vídeo, o juizão anulou o gol brasileiro.

No último lance da partida, aos 54 minutos, Fernandinho ainda desviou de cabeça uma cobrança de escanteio e a bola passou raspando a trave da Venezuela. Fim de jogo e vaias da torcida baiana para o empate brasileiro com os venezuelanos em Salvador.