Esporte

Seg, 10/06/2019 | Atualizado em: 10/06/2019 às 08h35


Esporte

Goleada facilitada

Da Redação
A+ A-

Não foi exatamente um teste para a Copa América, mas a Seleção Brasileira fez o que se espera de um jogo contra Honduras: deu uma goleada. No primeiro jogo após o corte de Neymar, o time de Tite aplicou 7 a 0 nos hondurenhos ontem, no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

A enorme diferença de qualidade técnica entre as duas equipes ficou clara já nos primeiros minutos: aos 5, Richarlison e Daniel Alves tabelaram, o baiano cruzou e Gabriel Jesus cabeceou para dentro. O árbitro chegou a anular o lance por impedimento de Richarlison no início da jogada, mas o VAR validou o gol, para alegria dos pouco mais de 16 mil torcedores que foram ao estádio do Internacional.

Poucos minutos depois, veio o segundo: Philippe Coutinho bateu escanteio no primeiro pau, Thiago Silva se antecipou à defesa e tocou de cabeça, vencendo o goleiro López.

Antes mesmo de a metade do primeiro tempo chegar, já se desenhava uma goleada para o Brasil. E o atacante Quioto, de Honduras, ajudou a concretizar a chuva de gols aos 28 minutos, quando foi expulso após entrada dura em Arthur — que acabou substituído. Com um a mais, a Seleção teve ainda mais facilidade no ataque. De pênalti, Coutinho fez o terceiro.

E o Brasil não diminuiu o ritmo no segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Richarlison recebeu de Fernandinho e ajeitou de cabeça para Jesus marca o seu segundo na partida.

O quinto gol foi o mais bonito da partida. David Neres, que herdou a posição de Neymar, ganhou na corrida da defesa, driblou o zagueiro e tocou na saída de López.

Aos 19, Firmino, que havia entrado no lugar de Gabriel Jesus, também fez o seu, após bate-rebate na área hondurenha. Àquela altura, porém, o clima da partida já era de baba, tamanha a frustração dos jogadores de Honduras. E ainda deu tempo para o sétimo gol. Ainda por volta da metade da segunda etapa, Richarlison, um dos melhores da partida, ganhou o seu. Everton Cebolinha, que tinha acabado de entrar, foi à linha de fundo e encontrou o atacante sozinho para empurrar para dentro.