Plantão

Sex, 24/05/2019 | Atualizado em: 24/05/2019 às 09h26


Plantão

Operação policial causa protestos

Euzeni Daltro
A+ A-

Moradores da localidade conhecida como Fundão, no bairro do Uruguai, realizaram dois protestos, no início da tarde de ontem, contra o que chamaram de "algazarra" promovida por policiais da 17ª CIPM (Uruguai). Além da truculência policial, os manifestantes protestaram ainda contra a condução de quatro pessoas para unidades policiais durante a operação, realizada no período da manhã. Um homem identificado como Lázaro Magno morreu durante a ação.

Os populares bloquearam dois pontos da via principal do bairro, a Rua Direta do Uruguai, colocando fogo em objetos, como pneus, e no lixo. O trânsito ficou congestionado na região. Ambos os protestos foram interrompidos por policiais da 17ª CIPM. À tarde, o policiamento foi reforçado na área por quatro guarnições da Rondesp BTS (Rondas Especiais/ Baía de Todos-os-Santos) e da Operação Gêmeos.

"O que houve aqui não foi uma operação. Foi uma agressão. Uma algazarra. A comunidade está cansada e não é do trabalho da Polícia Militar (PM), é da violência da Polícia Militar. As autoridades precisam entender que aqui moram pessoas e pessoas de bem. As autoridades precisam aprender a nos respeitar", desabafou um morador sobre as ações policiais no bairro.

Os relatos dos moradores ainda dão conta de que, independente das circunstâncias, os PMs começam a atirar assim que entram na localidade. E, na manhã de ontem, não foi diferente.

Outra moradora relatou o pânico vivido quando as guarnições entraram na localidade. "Foi tiro para todos os lados. Eu me joguei no chão com minha filha de 2 anos. As crianças que estavam brincando, na rua, correram desesperadas", contou ela.