Plantão

Qui, 16/05/2019 | Atualizado em: 16/05/2019 às 05h01


Plantão

Execução Madrugada de balaços

Raul Aguilar
A+ A-

O vendedor de água Alexandre Paulo dos Santos, 21 anos, dormia com a esposa grávida quando, por volta das 2h da manhã de ontem, homens armados arrombaram a porta de sua casa, na Rua Silvio Araújo, em Periperi, e o executaram a tiros.

O pai da vítima, o ajudante de depósito Alexandre Santos, 41, disse que os vizinhos contaram que os homens que mataram seu filho disseram que eram policiais. "Vizinhos disseram que acordaram com gritos de encapuzados, falando que eram policiais. Exigiam que meu filho abrisse a porta e, como ele demorou, arrombaram e atiraram contra ele, sem pena", afirmou o pai da vítima.

Alexandre disse que o filho tinha saído da cadeia há menos de um ano e que estava vivendo uma nova vida. "Ele foi preso por assalto e ficou na cadeia por um bom tempo. Saiu há 8 meses e estava trabalhando honestamente, vendendo água na porta do Hospital do Subúrbio, para ajudar na despesa da casa e comprar as coisas do primeiro filho, que estava para nascer. Há duas semanas, ele entregou sua vida a Jesus, estava chamando todo mundo à igreja", contou o pai da vítima.