Plantão

Ter, 07/05/2019 | Atualizado em: 07/05/2019 às 13h40


Plantão

Protesto Galera vai às ruas contra cortes na Ufba

Luan Borges*
A+ A-

"Na parte de custeio, fundamental para a manutenção da universidade, temos um bloqueio de cerca de R$ 49 milhões, isso se mantido, inviabiliza o funcionamento da instituição", afirmou o reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), João Carlos Salles, na mobilização realizada ontem, na Faculdade de Educação (Faced), no Vale do Canela. A manifestação foi um protesto contra o corte de 30% na verba destinada às universidades federais do país, anunciado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Na concentração, alunos, professores e demais funcionários escutavam atentamente o pronunciamento do reitor da universidade, convidado para prestar esclarecimentos acerca da atual situação da Ufba, após o corte proposto pelo governo Bolsonaro. Ele afirma que tem "bloqueado do sistema o valor de R$ 6.203.047", essa quantia seria destinada ao investimento em obras e à compra de equipamentos. Já em relação ao custeio, valor direcionado a manutenção da Ufba, o bloqueio é de R$ 49 milhões. O bloqueio total chega a pouco mais de R$ 55 milhões. "Isso representa para nossa geração um desafio em defender a universidade, ela é um patrimônio de todos nós e temos que arregaçar as mangas para defendê-la", disse.

* Sob a supervisão da editora Meire Oliveira