Esporte

Qui, 02/05/2019 | Atualizado em: 02/05/2019 às 19h01


Esporte

Em busca do embalo de antigamente

Jefferson domingos
A+ A-

O Bahia joga hoje, contra o Botafogo, no Engenhão, às 20h, para alcançar um cenário que não vive desde 1986. Naquele ano, o Tricolor venceu as duas primeiras partidas do Campeonato Brasileiro – que virou uma sequência de sete triunfos. De lá para cá, nada de empolgação no início.

Para se ter uma ideia, desde 2003, quando o Brasileirão passou a ser disputado no formato de pontos corridos, o Esquadrão só ganhou na primeira rodada em 2017, quando bateu o Atlético-PR por 6 a 2 na Fonte Nova. O problema foi que, na partida seguinte, perdeu para o Vasco, fora de casa, por 2 a 1.

O primeiro desafio deste ano foi superado com sucesso. Triunfo para cima do complicado Corinthians, que animou muita gente. "Foi um ótimo jogo. Vencemos e convencemos em casa. Sabemos de nossas qualidades e que podemos almejar coisas grandes neste Brasileiro", declarou o meia Ramires.

E o Bahia tem totais condições de repetir o feito de 33 anos atrás. O adversário de hoje não vive um bom momento. O Botafogo está em baixa nesta temporada e o jogo de hoje será apenas o segundo do técnico Eduardo Barroca no comando do time. Apesar disso, Ramires prevê dificuldades no duelo. "Não tem jogo fácil no Brasileirão. Sabemos que o Botafogo não está fazendo uma boa campanha, mas respeitamos eles e sabemos que será um jogo bastante difícil", avaliou o jovem.

Para esta missão, o técnico Roger Machado não contará com a presença do volante Douglas Augusto. O jogador teve cansaço muscular e não embarcou com a delegação rumo ao Rio de Janeiro. Gregore deve continuar no meio de campo ao lado de Elton. Por outro lado, o goleiro Douglas Friedrich, recuperado de lesão, volta ao time. O retorno dele foi comemorado por Ramires. "Sempre bom (ter) a volta desses jogadores para o elenco. Anderson vem fazendo partidas muito boas e é sempre bom para somar e ajudar a equipe".

Nesta temporada, o Bahia tenta também fazer uma campanha melhor como visitante. Desde que retornou para a primeira divisão, o Tricolor tem deixado a desejar quando joga fora de casa. Em 2017, apenas três triunfos nos 19 jogos disputados longe dos próprios domínios. No ano passado, o desempenho caiu e o Esquadrão venceu apenas duas vezes fora de casa.