Plantão

Qui, 25/04/2019 | Atualizado em: 25/04/2019 às 14h48


Plantão

Homicídio Brigas em série têm fim trágico

ANDREZZA MOURA
A+ A-

Apesar das constantes brigas entre o entregador de pizzas Alisson Paulo Gonzaga Lima, 27 anos, e a esposa, a ajudante de eletricista Zuleide Santos da Silva, 40, o pai do rapaz, o árbitro de futebol Antônio Paulo Lima, disse que jamais imaginou que um dia um pudesse matar o outro.

Ontem de manhã, após mais um desentendimento, o casal se agrediu a facadas e Alisson morreu ao ser atingido nas costas, braço esquerdo e peito esquerdo. Quando foi encontrado dentro da casa de número 9, na Rua 20 de Agosto, no Pau Miúdo, ele tinha uma faca de serra cravada no peito.

Zuleide levou facadas na cabeça, braço e costas e foi levada ao Hospital Geral Ernesto Simões Filho (HGESF), no Pau Miúdo, por agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e, até ontem, seguia internada na unidade de saúde e não corria risco de morte.

"Eles tinham uma relação conturbada. Tinham se separado, há uns seis meses. Ele saiu da casa dela e, como não tinha para onde ir, mandei ficar aqui [casa]. Nunca pensei que fosse acontecer isso", lamentou seu Antônio.

"Quando cheguei, ela estava deitada aqui fora. Os policiais e os paramédicos estavam lá dentro tentando reanimá-lo, mas não deu", completou o senhor.

Segundo a delegada Marilene Lima, do Departamento de Homicídios (DHPP), duas facas, uma de serra e uma tipo peixeira, foram encontradas no imóvel. As armas foram encaminhadas ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) para perícia.