Viver Bem

Ter, 16/04/2019 às 12h38 | Atualizado em: 16/04/2019 às 12h58


Viver Bem

Cuida bem dela

Thalia Rios*
A+ A-
O Dia Mundial da Voz foi criado com o intuito de conscientizar a população aos cuidados que devems ser tomados diariamente para evitar problemas e doenças - Freepik/Divulgação
O Dia Mundial da Voz foi criado com o intuito de conscientizar a população aos cuidados que devems ser tomados diariamente para evitar problemas e doenças
Freepik/Divulgação

 

Hoje é comemorado o Dia Mundial da Voz.  A data foi criada com o intuito de conscientizar e alertar a população aos cuidados que devems er tomados diariamente para evitar problemas e doenças neste instrumento tão poderoso, que promove a interação. Os cuidados diários devem ser tomados por todos, principalmente para quem usa a voz como instrumento de trabalho.

Para fugir de problemas e doenças, é necessário evitar hábitos que são prejudiciais à saúde da fala, como explica a fonoaudióloga Amanda Vasconcelos: “O tabagismo e abebida alcoólica irritam e ressecam a mucosa do trato vocal, além de serem comprovados por estudos como os principais agentes causadores de câncer de laringe”.

Além disso, existem outras práticas igualmente prejudiciais, como gritar, fazer competição vocal em locais ruidosos e ingerir alimentos condimentados, que irritam o trato digestivo. O uso de sprays e pastilhas de hortelã e gengibre também devem ser evitados. Assim como a bebida alcoólica, podem ter efeito anestésico, disfarçando uma possível dor ou desconforto, o que pode agravar o quadro para quem já tem algum tipo de problema.

Entre os hábitos e exercícios que devem ser feitos para manter o bom desempenho da voz, beber bastante água, realizar exercícios vocais, além de “dormir bem, manter uma alimentação saudável, composta por frutas, legumes e cereais integrais, fazer uso de umidificador sempre que o clima estiver seco, ter repouso vocal periodicamente e realizar exercícios de aquecimento e desaquecimento vocal”, diz Amanda Vasconcelos.

Os cuidados são importantes para evitar doenças nas cordas vocais, como os nódulos, o Edema de Reinke e os pólipos. “Todas as lesões mencionadas têm  tratamento fonoaudiológico e algumas, como o pólipo e o Edema de Reinke, têm indicação cirúrgica com grande frequência”, explica Amanda.

*Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos