Esporte

Qui, 28/03/2019 | Atualizado em: 28/03/2019 às 15h10


Esporte

Pressão de todos os lados na Toca do Leão

Amanda Souza*
A+ A-

Com a situação cada vez pior no Barradão, o que não falta no Vitória é pressão. Interna ou externa, o fato é que a cobrança já está atingindo o campo e a cabeça dos atletas.

Em coletiva ontem à tarde, o meia Andrigo admitiu o problema. "Temos a pressão interna. Poderíamos ter vencido jogos que empatamos ou perdemos. A gente sabe, temos isso na cabeça. A pressão sempre tem em clube grande", disse o atleta.

Questionado sobre as diferenças entre os técnicos Chamusca e Tencati, o jogador preferiu se esquivar. "Foi muito pouco tempo para fazer avaliação. Foram poucos treinos. Cada um tem seu jeito de trabalhar", despistou.

Em relação ao jogo decisivo contra o Náutico, neste sábado (30), onde o Leão não poderá contar com o atacante Felipe Garcia que foi vetado pelo departamento médico, Andrigo foi enfático. "Está sendo encarado como final", apontou o meia rubro-negro.