Plantão

Ter, 12/03/2019 | Atualizado em: 12/03/2019 às 14h45


Plantão

Facadas Treta em 'churras' acaba em morte

Euzeni Daltro
A+ A-

O autônomo Rosivaldo Xavier de Freitas, 39 anos, foi assassinado a facadas por um vizinho após uma discussão num churrasco na noite de domingo (10), em Praia Grande. Ele havia acabado de abraçar o sobrinho-neto, quando foi golpeado no pescoço e nas costas.

Sob anonimato, uma sobrinha de Rosivaldo contou que ele discutiu com um homem que também participava do churrasco. "Eu estava em uma festa de amigos bem próximo ao local onde acontecia o churrasco e vi ele brigando. Saí da festa, apartei a briga e mandei ele ir para casa", contou a sobrinha.

Cerca de 20 minutos depois, Rosivaldo saiu de casa correndo querendo brigar novamente com o mesmo vizinho. Um irmão dele ainda tentou impedi-lo, questionando se ele iria acabar com a própria vida tendo seis filhos "nas costas".

"Eu falei com ele 'Se você gosta do meu filho, você não vai brigar de novo'", lembrou a sobrinha. Rosivaldo e o sobrinho-neto eram muito apegados e ele parou para abraçar o pequeno de 4 anos, após este abraçar suas pernas e falar "Meu tio".

"Ele abaixou para abraçar meu filho e, quando levantou, outro vizinho, que não tinha nada a ver com a primeira briga, esfaqueou ele no pescoço e nas costas", completou a sobrinha.

Rosivaldo morreu no local, sem que houvesse tempo para receber qualquer socorro. Na tarde de ontem, o pequeno de 4 anos contava sobre o que havia presenciado, mas aparentava ficar mais tranquilo quando alguém dizia que o tio estava no hospital e ficaria bem.