Esporte

Ter, 12/03/2019 | Atualizado em: 12/03/2019 às 14h45


Esporte

vr3, o Xerife, está de volta à Toca

Amanda Souza*
A+ A-

Os retornos viraram rotina no Barradão. Depois de Escudero e Neto Baiano, o Leão, mais uma vez, marcou encontro com outro nome bem conhecido por aqui: o zagueiro Victor Ramos, o Xerife.

O defensor de 29 anos estava sem clube desde o início do mês, quando encerrou contrato com o Guarani. Esta será a sua quarta passagem pelo Rubro-Negro. Revelado pelo Vitória, o zagueiro defendeu o clube pela primeira vez em 2008 e 2009, até ir para o Standard Liège, da Bélgica.

Retornou ao Leão em 2012, emprestado, e ficou até o ano seguinte. Voltaria novamente em 2016, jogou a temporada e saiu mais uma vez. Ao todo, 'VR3' soma 152 jogos com a camisa rubro-negra e tem 10 gols marcados. O Xerife ainda acumula passagens por Vasco, Monterrey do México, Palmeiras, Chapecoense, Goiás e Guarani, clube que defendeu por apenas quatro jogos.

Com a crise instalada na Toca do Leão, Victor Ramos se junta ao elenco para trazer experiência, já que é um atleta identificado com a torcida. No entanto, apesar da identificação, a última passagem do zagueiro no clube foi complicada. O Bahia e o Internacional acusaram o Vitória de irregularidades na inscrição do jogador nos Campeonatos Baiano e Brasileiro, respectivamente, mas o caso foi arquivado.

Vice-presidente do clube, Chico Salles lembrou do episódio, mas garantiu um futuro melhor. "A última passagem dele aqui, nós tivemos problemas. Mas ele amadureceu, está com muita vontade de vir", apontou o dirigente.

As incrições para o Campeonato Baiano se encerram amanhã. Neste caso, o Vitória precisa correr para regularizar o atleta se quiser contar com ele no Estadual.

Além de Victor Ramos, o Vitória ainda está acertando a transferência de outros dois jogadores: o lateral Fabrício, ex-Vasco, e o meia Felipe Garcia, que também já trabalham na Toca. Segundo o técnico Marcelo Chamusca, os trâmites estão sendo seguidos para a regularização da dupla. "Fabrício já vai estar regularizado para quinta. Felipe tem uma questão que é transferência internacional", garantiu o comandante.

*Sob a supervisão do editor Léo Santana