Nas Ruas

Sex, 08/03/2019 | Atualizado em: 08/03/2019 às 13h04


Nas Ruas

No controle Mulheres mandam bem demais na direção de trens do metrô

jefferson domingos
A+ A-

É comum ouvir que mulher e direção não combinam. No metrô de Salvador, temos noção de quanto esse pensamento está errado. Há sete anos morando na capital baiana, a paulista Rachel Silvério, 34 anos, é uma das 25 mulheres que operam os trens do sistema. Orgulhosa, ela comenta a repercussão da sua profissão. "Recebo muito carinho. Inclusive, muitas mulheres vêm até a cabine para elogiar. Quase todo dia recebo elogios, de criança também, que acham que a gente é como super-herói. Elas até pedem para tirar fotos. É muito gratificante", contou.

Antes de chegar na CCR (concessionária que administra o metrô), Rachel trabalhou como agente de saúde em São Paulo e atuou por dois anos como operadora de telemarketing, em Salvador. "Entrei como agente de atendimento e trabalhei um ano no terminal Pirajá. Via as operadoras de trem mulheres e imaginava: 'que linda! Que profissão bonita!'", declarou.

A rotina do operador de trem é corrida: são 12 horas de serviço de cada um dos 132 profissionais que operam os 35 veículos, além dos outros cincos que ficam como reserva e completam a frota. No caso de Rachel, a correria é maior, porque ela divide as atenções com a faculdade, pois está no terceiro semestre do curso de letra, e com o filho Matheus Silvério, de 14 anos, que adora a ideia de ter uma mãe que bote o metrô para funcionar. "Ele adora ver a mãe operando trem e sempre faz questão de falar isso para todo mundo", comentou.

Para se credenciar à vaga de operadora de trem, Rachel estudou por seis meses para entender a função. Por isso, ela acredita que a mulher pode ser o que ela quiser. "É preciso ter confiança nela mesmo. Foco no que quer e acreditar no próprio potencial. Se você acreditar que pode, você vai conseguir", aconselhou.

Em homenagem ao Dia da Mulher, a CCR vai promover, de forma gratuita, um dia de beleza especial para as clientes no Terminal de Ônibus Mussurunga, das 9h às 12h, e na Estação Rodoviária de Metrô, das 14h às 18h. O "Espaço da Beleza" vai oferecer maquiagem, drenagem facial, esmalteria (limpeza, higienização das unhas, pintura e desenhos artísticos), cosmetologia (orientação de cosméticos naturais), massagem relaxante e distribuição de brindes.