Te Contei?

Sex, 01/03/2019 | Atualizado em: 01/03/2019 às 05h02


Te Contei?

GOD FUNERAL Carnaval também é época de curtir um som pesado

Tânia Araújo
A+ A-

Que Salvador praticamente significa "Axé" e "Carnaval", o mundo inteiro já sabe. Mas nadando contra a maré, existe uma galera que já faz um "Carnaval alternativo" há muitos anos. O conhecido "Palco do Rock", que acontece todo ano no bairro de Piatã, completa em 2019, 25 anos de rebeldia e muito rock'n'roll.

Com uma grade muito variada de artistas, o Massa! foi visitado pela banda God Funeral, que tocará no domingo, lá para às 0h. Composta por George Lessa (Guitarrista), Yuri Duplat (Guitarrista), Caio Nobrega (Baixo/vocal) e Luciano Crux (bateria), o grupo existe desde 2017, mas já lançou seu primeiro EP com selo através de uma parceria entre a banda e os selos Dark Recollections (México), Funeral Rites, Headcrusher para o formato CD.

É sabido pela cidade que o cenário mais rock'n'roll nunca foi muito bem aceito. E, lembrando um passado em que as próprias bandas custeavam seus shows nos poucos espaços disponíveis na cidade, Yuri desabafa: "nunca foi fácil". "Hoje em dia vemos que nosso público é mais composto por um pessoal mais velho, na faixa dos 30, que sabe o valor do material. E eu falo de valor financeiro mesmo, comprar um CD, um DVD, material de bandas de qualidade. Não como é hoje, tudo à um clique de distância", comenta.

George Lessa, que já tocou em muitos países junto com a Headhunter D.C., concorda com Yuri e lembra a sensação das pessoas encarando nas ruas. "Em outras cidades e outros países não sentimos que somos diferentes. Aqui em Salvador o pessoal vê o visual e as tatuagens e logo faz cara feia", conta o artista aos risos.