Viver Bem

Qui, 28/02/2019 | Atualizado em: 28/02/2019 às 05h02


Viver Bem

Cuide bem do seu estômago!

Amanda Souza*
A+ A-

Correr atrás do trio é uma atividade que cansa e dá fome. E já que não tem como levar uma marmita para a festa, o que resta é apelar para as comidas de rua.

É aí que mora o perigo. Na hora de escolher o local, é importante estar atento às condições. É claro que, no Carnaval, não dá para buscar luxo, mas higiene é fundamental.

A nutricionista Camile Batista explica como reconhecer os locais "impróprios" e dá dicas para quem não quer passar perrengue em plena folia momesca.

"A melhor coisa a se fazer é sair de casa 'jantado', sem deixar para fazer a principal refeição na rua", pontua a nutricionista. Além de já começar a farra alimentado, comer em casa ajuda a economizar uma grana.

"Ainda assim, em algum momento o corpo vai precisar ser reabastecido. Aí, o ideal é observar o local onde você vai comer, se há condições de higiene, se o vendedor usa luvas etc", explica.

Outra dica é evitar comidas pesadas e gordurosas. Isso, como indica a especialista, além de ajudar a evitar infecções, garante uma melhor digestão.

"Os condimentos são um verdadeiro pesadelo", destacou Camila. Ou seja, nada de maioneses, catchups, mostardas e afins. São alimentos que estragam com maior facilidade.

Apesar dos cuidados, é importante não deixar de se alimentar. "Mesmo com as dificuldades da comida de rua, deixar de comer é um erro, principalmente quando se está gastando muita energia", diz a nutricionista.

Se não for com os ambulantes, opte por um local físico. Só não esqueça que "saco vazio não para em pé".

*Sob a supervisão do jornalista Tiago Lemos