Nas Ruas

Qua, 27/02/2019 | Atualizado em: 27/02/2019 às 05h03


Nas Ruas

Reforma provoca medo em shopping

Raul Aguilar
A+ A-

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) recomendou, em caráter de urgência, a paralisação das obras que estão sendo feitas no Shopping Paralela.

A reforma, orçada no valor de R$ 57 milhões, prevê a ampliação de 18.000 metros quadrados e está sendo realizada no terceiro piso do Shopping, onde nesse mês começou a funcionar um campus da Unime .

A recomendação é de autoria da promotora de Justiça Joseane Suzart, e também foi encaminhada à Unime, à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Sedur) e à Defesa Civil Municipal (Codesal).

Para elaboração do documento, a promotora levou em consideração as denúncias de rachaduras, ondulações no teto e nos pisos do estabelecimento, que, segundo o MP, podem colocar em risco os consumidores.

Notícias veiculadas na imprensa na última segunda-feira (25), sobre o desabamento de parte do forro do teto do terceiro andar, também foram levadas em conta. A vendedora de uma loja, localizada próximo ao local onde o forro caiu, contou, sob anonimato, que o clima é de apreensão. "Trabalhamos com medo desde que a obra no terceiro piso começou. As aulas da faculdade nem começaram e o forro já está caindo, imagina quando tiver 400 pessoas ocupando o lugar", destacou a vendedora.

Segundo a gerente de um restaurante do shopping, que preferiu não se identificar, os boatos refletiram negativamente nas vendas, que caíram 40%. "O Shopping Paralela é um local seguro", disse.