Tá Quente!

Qua, 27/02/2019 | Atualizado em: 27/02/2019 às 05h02


Tá Quente!

Ministro admite erro em e-mail

Estadão Conteúdo
A+ A-

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, afirmou ontem (26) que determinou que seu Ministério retire de um e-mail enviado na segunda (25) a todas as escolas do País o trecho em que pede que crianças sejam gravadas em vídeo após serem perfiladas para cantar o hino nacional. Ele também disse que "percebeu o erro" de inserir o slogan da campanha de Jair Bolsonaro: "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos", ao final da mensagem.

"Eu percebi o erro. Tirei essa frase (com slogan do governo). Tirei a parte correspondente a filmar crianças sem a autorização dos pais. Evidentemente, se alguma coisa for publicada será dentro da lei, com a autorização dos pais. Saiu de circulação", disse o ministro a jornalistas. Houve grande repercussão negativa após a medida ter sido divulgada.

O ministro iniciou participação, no final da manhã, de audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado para apresentar as diretrizes e os programas prioritários de sua pasta. "Será uma honra muito grande participar dessa sessão no Senado" , afirmou.