Plantão

Qui, 21/02/2019 | Atualizado em: 21/02/2019 às 05h08


Plantão

Facada Gringo é morto ao enfrentar ladrões

ANDREZZA MOURA
A+ A-

Durante todo o dia de ontem, investigadores da 12ª Delegacia (Itapuã), da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) e do Departamento de Homicídios (DHPP) fizeram buscas em Itapuã e bairros vizinhos à procura dos dois suspeitos de esfaquear e matar o turista argentino Luiz Daniel Barizone, 65 anos, durante um latrocínio – roubo com resultado morte –, na noite da terça-feira (19).

Luiz foi esfaqueado nas costas, na Rua Farol de Itapuã, atrás da Vila Naval, após supostamente reagir à ação criminosa. No momento do fato, ele estava com a esposa e uma filha e teve uma pochete com dois celulares e a quantia de R$ 100 levada pela dupla.

"Ele entrou em luta corporal com um dos caras, se embolaram lá na areia. Aí, o outro foi e deu a facada nele, ouvi muitos gritos. Depois eles saíram correndo lá para a colônia de pescadores, na Rua K. Ainda estavam com a faca", contou um morador do local.

Ainda conforme ele, na segunda-feira, a mesma dupla roubou a bolsa de uma turista que transitava pela praia. "Eles são negros, jovens. Têm uns 16, 17 anos. Eles roubaram, depois correram para a Rua Olindina", lembrou o rapaz.

Segundo um comerciante que trabalha na praia, o local fica bastante deserto durante a semana e não tem iluminação elétrica, o que facilita a ação de criminosos. "Aqui, tem roubo direto, aquela câmera (de segurança, na Vila Naval) não funciona. Os turistas passam aí por trás (Vila Naval), vêm andando pela areia, os caras [ladrões] aproveitam e levam tudo", relatou o senhor.

O major Marcelo Franco, comandante da 15ª CIPM (Itapuã), reforçou a denúncia do comerciante, mas afirmou que policiais da unidade fazem rondas constantes no local, inclusive na faixa de areia. Conforme ele, as patrulhas são feitas com viaturas, motocicletas e quadriciclos.