Tá Quente!

Ter, 19/02/2019 | Atualizado em: 19/02/2019 às 05h07


Tá Quente!

Tchau! Ministro é exonerado em meio a diversas polêmicas

Estadão Conteúdo
A+ A-

O porta-voz do governo de Jair Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, confirmou ontem que o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, sairá do cargo. Ele foi o protagonista da maior crise nos primeiros meses do novo governo, suspeito de irregularidades em campanhas do PSL e envolvido em rusgas com um dos filhos do presidente.

Em nota lida pelo porta-voz, Bolsonaro deseja "sucesso na nova caminhada" e agradece Bebianno por sua "dedicação".

Conforme o jornal O Estado de S. Paulo antecipou no sábado, o presidente Jair Bolsonaro já estava com o ato de demissão do ministro assinado. O próprio ministro também já havia dito que tinha recebido sinalizações de que sua dispensa sairia no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda, mas isso não aconteceu.

Ontem, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que a situação seria resolvida no mesmo dia.

Todo esse desgaste preocupou, e muito, o segmento militar do governo, que considerou que a crise já foi muito além do que deveria e tem prejudicado toda a agenda positiva que vinha sendo trabalhada.