Plantão

Seg, 18/02/2019 | Atualizado em: 18/02/2019 às 05h07


Plantão

Xará cruel mata o cunhado a facadas

Euzeni Daltro
A+ A-

Há um ano aproximadamente, Lucas da Silva Conceição, 24 anos, disse ao xará Lucas Santos Santana, 22, que o transformaria em um mensageiro da palavra do senhor. Até o terno que usava no momento em que proferiu as palavras, Lucas tirou e deu ao xará, que se afastou dos caminhos tortuosos da vida e passou a frequentar a Assembleia de Deus O Bom Pastor, da qual Lucas Conceição era presbítero.

Ontem pela manhã, o xará esperou Lucas Conceição sair de casa e o matou a facadas, conforme relataram parentes da vítima. Não satisfeito, o suspeito ainda deu chutes no presbítero enquanto ele agonizava no chão na Rua Coqueiro Seco, no bairro de Jardim Cruzeiro.

Familiares da vítima contaram que o crime foi motivado por conta de uma discussão que ele teve com a irmã Adriele Silva dos Santos, 20, com quem o suspeito namorava há seis meses.

A briga entre os irmãos ocorreu na noite de sábado (16) . "Lucas discutiu com Adriele e deu um tapa no rosto dela. A discussão ocorreu porque ela sempre deixava a porta do quarto dela fechada e ele achava que deveria ficar aberta. Ele pediu a chave do quarto e ela disse que não daria porque havia adquirido com o próprio dinheiro. Foi aí que ele bateu nela", disse Ana Cláudia dos Santos, 35, prima da vítima.

Adriele saiu de casa chorando e o namorado perguntou o que havia acontecido. "Ao saber da agressão, ele gritou: 'Desça! Desça! Se você tem alguma coisa contra mim, desça'. Mas Lucas (a vítima) não saiu de casa", disse ela.