Esporte

Sex, 15/02/2019 | Atualizado em: 15/02/2019 às 05h07


Esporte

E a defesa?! Baêa é vazado e sistema é questionado

Léo Santana
A+ A-

O Bahia completou o seu décimo jogo na temporada no empate com o Rio Branco-AC, pela Copa do Brasil, e o setor defensivo do time do técnico Enderson Moreira já começa a ser questionado. Em 10 confrontos neste ano, a defesa tricolor foi vazada em 8 partidas, levando 10 gols, com média de um gol sofrido por jogo - apenas nos duelos com Flu de Feira e Jacobina, pelo Baianão, a equipe não tomou gols.

Vale ressaltar que, no mesmo período em 2018, o Esquadrão havia sofrido apenas seis gols. Em relação à defesa do Bahia formada no início do ano passado houve apenas duas mudanças: o zagueiro Tiago e o lateral-esquerdo Léo 'Pelé' cederam as vagas para Jackson e Moisés, respectivamente. Já o goleiro Douglas, o lateral-direito Nino Paraíba e o capitão Lucas Fonseca seguem entre os titulares.

O que liga o sinal de alerta no Tricolor é que seus adversários não têm sido de primeira linha no futebol nacional e é preciso melhorar, pois as competições começarão a se afunilar e abril marca o início do Campeonato Brasileiro, onde o Bahia irá enfrentar equipes de maiores níveis.

O técnico Enderson Moreira acredita que este início de ano tem sido mais difícil por conta da grande sequência de jogos e o time deve aprender com os erros. "Nem tudo está certo, mas nem tudo também está errado", resumiu o treinador.

No entanto, é bom estar mais atento, pois os próximos jogos vão colocar à prova ainda mais o sistema defensivo da equipe, principalmente, o duelo com o Liverpool-URU, na quinta-feira, 21, onde o Tricolor terá de vencer, e não sofrer gols, para seguir com o sonho do título da Copa Sul-Americana.