Nas Ruas

Qui, 14/02/2019 | Atualizado em: 14/02/2019 às 05h07


Nas Ruas

Polêmica Baianas de fotografia sofrem com racismo

Roberto Aguiar e Pollyana Moraes*
A+ A-

As dez baianas de acarajé, que trabalharam como recepcionistas na festa de aniversário da diretora da revista Vogue Brasil, Donata Meirelles, na última sexta (8), denunciam que estão sofrendo ataques racistas na internet e nas ruas de Salvador.

Os xingamentos iniciaram após a repercussão negativa de uma fotografia onde a aniversariante se encontra sentada em uma cadeira de candomblé entre duas baianas.

Com apoio da Associação Nacional das Baianas de Acarajé (ABAM), as baianas prestaram queixa dos ataques racistas na delegacia dos Barris, na segunda (11). "O que fizeram foi uma maldade, uma perversidade. As pessoas poderiam falar o que quisessem sobre a festa, mas estão nos xingando, chamando-nos de escravas, dizendo que nos vendemos para os brancos", relatou Rita Santos, presidente do conselho executivo da ABAM.

A baiana Ana Cássia, que vende acarajé no Farol da Barra está assustada e não tem ido ao seu local de trabalho. "Meu irmão tem me substituído. Recentemente, uma mulher gritou na frente dos clientes perguntando por quanto eu me vendi", alegou.

As baianas receberam o apoio da Sepromi. A secretária Fabya Reis, secretária condenou as agressões.

*Sob a supervisão da editora Meire Oliveira