Nas Ruas

Ter, 05/02/2019 | Atualizado em: 05/02/2019 às 05h08


Nas Ruas

Sujeira é barril Montanha de lixo toma conta e o povo reclama

Allan Ribeiro*
A+ A-

Moradores da comunidade da Mangueira, em Massaranduba, enfrentam sérios transtornos provocados pelo descarte irregular do lixo no terreno que abriga a antena da Rádio Excelsior.

A área é privada e é utilizada pela emissora para a transmissão do sinal. A situação já dura um ano e, como relata a comunidade, os órgãos responsáveis nunca tomaram nenhuma providência. "O descaso é total. De tudo é jogado nesse terreno, de entulho a resto de animais", diz a comunidade.

A moradora Rita de Cassia, 61 anos, reclama da sujeira que tomou conta da rua. "A gente vive com o fedor, moscas, ratos e baratas que invadem as nossas casas", contou.

E o problema, como apontam os moradores, é fruto da falta de educação da população. "A coleta passa aqui todo dia, mas o povo joga aí por falta de educação", afirmou o morador Gerônimo Silva, 35.

Ainda de acordo com os moradores, o espaço onde são depositados os resíduos contava com segurança, o que inibia o depósito de lixo no local.

As reclamações não param por aí. A dona de casa Josenita da Silva ressalta os riscos oferecidos pela presença de animais soltos. "São 12 ou 13 cavalos que ficam soltos dentro do terreno. Eles saem e ficam na rua impedindo os pedestres de andar", apontou Josenita.

E os transtornos só aumentam. Quando chove, a água carrega o lixo, que, além de provocar o alagamento da via, acumula na porta das residências. "Isso tudo gera doença. Eu mesma estou com uma alergia", afirmou Rita de Cassia, chateada com a situação.

* Sob a supervisão da editora Kenna Martins