Plantão

Sáb, 02/02/2019 | Atualizado em: 02/02/2019 às 05h07


Plantão

Bando era terror dos carros-fortes

Tânia Araújo
A+ A-

Uma quadrilha de altíssima periculosidade, responsável pela tentativa de roubo a um carro-forte cometida na quinta-feira (31), na Fazenda Grande, foi desarticulada, em ação integrada entre as polícias Militar, Civil e Federal. Segundo informações dos investigadores, o grupo tentou subtrair R$ 600 mil, mas o plano foi frustrado pela polícia.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o bando, que já era monitorado, foi preso após a tentativa de assalto aos malotes que abasteceriam o Bradesco. Segundo a investigação, os ladrões teriam recebido informações de algum infiltrado da empresa de segurança para saber valores e intinerário do carro-forte.

O grupo já era monitorado há um tempo, mas a ação ocorrida na quinta, na Fazenda Grande do Retiro proporcionou à polícia desarticular a quadrilha. Os seguranças do carro-forte reagiram, atingindo dois integrantes do grupo.

Samir de Jesus Silva, conhecido como Dapapita, não resistiu aos ferimentos, e Luis Augusto Barbosa Soares segue internado no Hospital Eládio Lasserre, sob custódia policial. No veículo utilizado no assalto, foi encontrado o alvará de soltura de Luis Augusto.

Com a identificação dos veículos utilizados na ação, os policiais chegaram a Raian Nobre Borges, 24 anos, e, em seguida, a Vinicius Monteiro de Andrade, 25. Com eles, foram encontrados, em uma casa, em Jauá, um fuzil M4, calibre 556, várias munições, uma pistola . 40 e coletes à prova de bala.

Na sequência das buscas, os irmãos Ricardo Brandão Costa, conhecido como Ricardo Surfista, e Florisvaldo Brandão Santos também foram presos. Conforme a SSP, Ricardo confessou a participação de ambos no crime e confirmou que Florisvaldo é funcionário de uma empresa de segurança privada, sendo o responsável por fornecer informações aos comparsas.