Tá Quente!

Ter, 29/01/2019 | Atualizado em: 29/01/2019 às 05h07


Tá Quente!

Operação PF deflagra Terra de Ninguém

Aina Soledad
A+ A-

A TARDE BA

A PF deflagrou a Operação 'Terra de Ninguém" durante a manhã de ontem e afastou o gerente da Agência Nacional de Mineração da Bahia (ANM), Claudio da Cruz Lima, seus antecessores, Raimundo Sobreira e outros três servidores dos respectivos cargos por suspeita de receberem propina para beneficiar empresários do estado.

A ação cumpriu 22 mandados de busca e apreensão por determinação da 17ª Vara Federal em Salvador e Lauro de Freitas, na Região Metropolitana. Segundo a PF, cerca de 60 policiais participaram da operação.

Há indícios que eles articulavam para beneficiar o grupo político responsável pelas indicações para as diretorias do órgão, de acordo com os investigadores. Os acusados poderão responder por crime de organização criminosa, corrupção passiva, prevaricação e advocacia administrativa.

"Ao longo das investigações, que se iniciaram no final de 2017, foi possível constatar que servidores da ANM em Salvador recebiam vantagens indevidas para priorizar o andamento de determinados processos administrativos e até mesmo para modificar decisões contrárias aos interesses de empresários que se dispunham a efetuar esses pagamentos ilícitos", explicou a PF através de nota, na manhã de ontem.