Tá Quente!

Sáb, 26/01/2019 | Atualizado em: 26/01/2019 às 05h02


Tá Quente!

Repercussão Mourão critica ameaças a Wyllys

Juliana Dias
A+ A-

A TARDE BSB

O vice-presidente Hamilton Mourão comentou ontem (25) a decisão do deputado Jean Wyllys (PSOL) de não assumir o mandato em 1º de fevereiro, por conta de ameaças que estaria recebendo desde março. De acordo com Mourão, uma ameaça a um parlamentar é uma ameaça à democracia.

"Quem ameaça parlamentar está cometendo um crime contra a democracia. Uma das coisas mais importantes é você ter sua opinião e ter liberdade para expressá-la. Os parlamentares estão ali pelo voto, representam os cidadãos que votaram nele. Quer você goste, quer você não goste das ideias do cara, você ouve, se gostou bate palma e se não gostou, paciência", disse.

Sobre a posição do governo perante às ameaças, Mourão disse que é preciso saber mais e que até agora as informações disponíveis seriam genéricas, já que não se sabe quem ameaçou nem como aconteceram.

Mourão também falou rapidamente sobre a reforma da Previdência, que, segundo ele, é um assunto "reservado" por enquanto e que o presidente Jair Bolsonaro ainda teria decidido sobre o tema.