Tá Quente!

Qui, 24/01/2019 | Atualizado em: 24/01/2019 às 05h02


Tá Quente!

TRETA Delação pode sacudir Brasília

Marco Antônio Jr
A+ A-

A TARDE SP

A Procuradoria-Geral da República (PGR) fechou acordo de delação com o ex-presidente da construtora OAS, Léo Pinheiro, uma das principais empresas envolvidas na Lava Jato. Apesar de depender da homologação do Supremo Tribunal Federal, as informações do executivo são consideradas estratégicas pela força tarefa da operação. Léo Pinheiro foi condenado a 11 anos de prisão por crime de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e organização criminosa. Além dele, César Mata Pires, dono da construtora, segue preso por desvios da ordem de R$ 68 milhões em propina envolvendo as obras da Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador. O empresário já tentou fazer acordo de delação premiada em 2017, mas os termos não foram aceitos pela PGR. A defesa de Léo Pinheiro informou que não iria se manifestar. Procurada, a PGR não soube dar detalhes sobre a assinatura do acordo.