Tá Quente!

Ter, 22/01/2019 | Atualizado em: 22/01/2019 às 05h02


Tá Quente!

Tá ruim Situação pode prejudicar Governo

Das agências
A+ A-

As investigações sobre as movimentações atípicas  citadas no relatório do Coaf do ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro (PSL), tem preocupado assessores do presidente Jair Bolsonaro. O que se espera é que as investigações percam o fôlego antes que a proposta da Previdência seja encaminhada para o Congresso Nacional. A precaução é para que esse caso não interfira nas negociações políticas e que oposição e aliados não utilizem desse fato para pressionar o Palácio do Planalto.

Interlocutores mais íntimos avaliam que o presidente peça que o seu filho mais velho afaste todo tipo de dúvida em relação às suas movimentações financeiras, coisa que ele já começou a fazer, justificando que o dinheiro é referente à venda de um apartamento, mas não explicou por que não fez o depósito de uma só vez em sua conta bancária.

A esperança é acabar com todo o burburinho antes da posse do novo Congresso, assim evitando que parlamentares possam usar esse fato como barganha.