Tá Quente!

Qui, 17/01/2019 | Atualizado em: 17/01/2019 às 05h02


Tá Quente!

CORTES Novos contratos serão 'tesourados'

Das Agências
A+ A-

Depois de o Ministério do Meio Ambiente ter anunciado que suspenderia todos os convênios e parcerias da pasta com organizações não governamentais pelos próximos 90 dias, o ministro Ricardo Salles afirmou que vai suspender apenas os novos contratos. Apesar do recuo, os convênios em andamento também vão passar por uma revisão. "Nós não suspenderemos nada que está em execução. Entretanto, nós vamos oficiar cada uma dessas entidades para que apresentem relatório de atividades e prestação de contas daquilo que estão fazendo", afirmou. O ministro também disse que os contratos fechados em 2018 e que não começaram a ser executados não receberão o dinheiro enquanto durar o pente-fino. Para funcionários, a decisão poderia afetar ações em conservação, como o projeto Arpa, que atua em áreas protegidas da Amazônia e já usou R$ 500 milhões. Estima-se que todos os projetos apoiados pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), que administra verba do Banco Mundial e do Fundo Mundial para o Ambiente, podem ser paralisados.