Viver Bem

Ter, 15/01/2019 | Atualizado em: 15/01/2019 às 05h01


Viver Bem

Alívio contra os enjoos

Nágila Santana
A+ A-

"No segundo mês da minha gestação, eu sentia muita náusea. Como não tinha acompanhamento médico, não sabia do que se tratava, e era muito frequente. Até que, no quarto mês, eu já não aguentava mais e procurei acompanhamento profissional. Descobri que essa náusea era por conta da minha alimentação", revelou a estudante de letras Angélica Francisca, de 24 anos.

As náuseas e os vômitos durante o primeiro trimestre de gravidez são considerados normais, podendo variar de mulher para mulher. Esses desconfortos são consequências da atuação dos hormônios no corpo da gestante, mas, com alimentação adequada e os cuidados necessários, podem ter fim.

"Muitas mulheres sentem esses desconfortos por conta da produção de hormônios, além das mudanças no corpo, que vão desde a elevação nos seus níveis de estrogênio à presença do hormônio HCG, olfato mais apurado e cansaço. Outro grande fator é a alimentação em grande quantidade, erro cometido por muitas grávidas e que deve ser repensado", explica o obstetra Alberto Guimarães. A sensação de náusea pode durar algumas semanas ou alguns meses. No final do terceiro mês, metade das mulheres que sofre com os enjoos melhora, mas eles podem ir e vir durante a gestação. Muitas vezes, o enjoo é deflagrado por determinados cheiros, que variam de pessoa para pessoa.

Caso persista, o especialista destaca que a paciente deve procurar auxílio médico, pois ela pode sofrer de algum outro problema, como a gastrite.