Plantão

Sex, 11/01/2019 | Atualizado em: 11/01/2019 às 05h01


Plantão

Borracharia Família revive dor no mesmo local

Raul Aguilar
A+ A-

Familiares, amigos e colegas de trabalho não conseguem entender quem possa ter feito e quais os motivos para o assassinato dos irmãos Geferson de Almeida Oliveira, 37 anos, e Dijevan de Almeida Oliveira, 34, por volta do meio-dia de ontem, na Travessa Ladislau Cavalcanti, próximo à Avenida Barros Reis.

Um irmão da vítima, que sobreviveu ao atentado e, por medo, preferiu não revelar o nome, falou que seus irmãos estavam trabalhando na borracharia da família, quando um Volkswagem Voyage parou na calçada e um homem saiu com uma pistola na mão, pediu para um cliente que eles estavam atendendo se afastar e começou a atirar na direção das vítimas, que não tiveram tempo para fugir e acabaram mortas em frente ao estabelecimento.

"Ele desceu do carro, pediu para o cliente sair da frente e começou a atirar como um louco, não perguntou e nem falou nada. Meus irmãos eram pais de família e trabalhadores, não tinha inimigos e não deviam nada para ninguém. Não consigo entender por que esse homem chegou atirando", afirmou o familiar.

O homem revelou que, após matar seus irmãos, o homem voltou ao veículo e saiu dirigindo normalmente.

Um perito do Departamento de Polícia Técnica (DPT), que não quis se identificar, afirmou que foram encontrados calibres de armas diferentes no local, que serão periciados. O agente revelou que há câmeras próximas ao local do crime e que poderão auxiliar na identificação do assassino.