Tá Quente!

Qua, 09/01/2019 | Atualizado em: 09/01/2019 às 05h02


Tá Quente!

Bronca! Políticos reagem ao decreto de Rui

Roy Rogeres
A+ A-

A TARDE BA

O Decreto assinado pelo governador Rui Costa (PT), no último sábado (05), autorizando o envio de 100 PMs baianos para o Ceará até o dia 20 de janeiro foi um "prato cheio" para o grupo político opositor, capitaneado pelo líder nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto. Eles criticaram a medida que foi adotada sob a justificativa de auxiliar o Ceará a combater uma série de crimes e a violência que aterroriza a população desde o dia 02 de janeiro.

Os adversários de Rui apontam os índices de violência na Bahia, líder em indicadores como assassinato de jovens, dentre outros, como contrapontos que deveriam ser considerados ante a decisão.

A atitude do governador baiano repercutiu entre políticos do Estado, que emitiram e divulgaram críticas, inclusive, por meio das redes sociais, nas quais alegam que a atitude não seria "ética", e oportuna, haja vista os últimos dados da violência nos municípios baianos.

O prefeito da capital baiana, ACM Neto, em entrevista à Veja Online, disparou: "Não é possível que o governador queira ajudar seu colega petista uma vez que é incapaz de oferecer segurança ao seu próprio estado".