Nas Ruas

Seg, 07/01/2019 | Atualizado em: 07/01/2019 às 05h01


Nas Ruas

Se ligue! Não deixe entrar água no seu verão

YUMI KUWANO*
A+ A-

Final de semana de sol, as praias lotadas, as crianças correndo livremente, retratam os momentos de lazer do soteropolitano. Mas, alguns cuidados são necessários, principalmente quando se trata de crianças. Nessa época do ano, os casos de afogamentos aumentam e é preciso estar sempre atento às orientações de segurança.

De acordo com o coordenador da Salvamar, João Luiz Moraes, desde o dia 1º deste mês, 40 crianças se perderam dos pais nas praias onde o órgão atua, do Jardim de Alah até a praia de Ipitanga. Além disso, o número de resgates de afogamentos feitos pela Salvamar, já ultrapassa os 45. O maior índice de afogamento é de adolescentes.

Diante da situação, a recomendação do profissional é manter a calma e nunca entrar no mar para fazer o resgate. "Na maioria das vezes, isso pode fazer duas vítimas, porque a pessoa não tem preparo", observa.

Buscar ajuda dos agentes de plantão na praia é a melhor forma de prevenir afogamentos. "Nós sabemos onde estão os pontos de risco, onde tem buracos e pedras", explica.

Deise Moreira foi com a família passar o dia na praia de Itapuã e levou sete crianças. E tanta criança reunida, não é fácil de controlar. "É uma responsabilidade enorme, porque eles não param. Nunca ninguém se afogou, mas não deixo eles irem para água sozinhos", diz.

Segundo João, o sumiço de crianças é mais frequente durante o verão e o período de férias.

*Sob a supervisão da editora Meire Oliveira