Plantão

Qui, 03/01/2019 | Atualizado em: 03/01/2019 às 05h01


Plantão

Covardia Cerco se fecha pra quem matou Dara

Raul Aguilar
A+ A-

A 1ª Delegacia de Homicídios Atlântico informou que já tem a identificação dos possíveis autores do assassinato da atendente de farmácia Dara dos Santos Cavalcante, 23 anos, e que investigações e ações estão sendo efetuadas para prender os suspeitos – um deles identificado como Gabriel.

Questionado sobre a possibilidade da vítima ter sido abusada sexualmente antes de ser assassinada, a polícia afirmou que através dos exames feitos no local do crime não conseguiram constatar indícios de violência sexual, mas que a delegacia segue no aguardo dos laudos periciais do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Tristeza e revolta marcaram o enterro da jovem, por volta das 15h de ontem, no Cemitério Municipal de Pirajá. Dara foi morta no fim da noite do último domingo (30), após ser raptada enquanto retornava do trabalho. Uma colega da farmácia em que Dara trabalhava foi ao enterro e lamentou a perda da amiga, a quem definiu como "uma profissional dedicada e responsável".

O ex-namorado da vítima, que conviveu com Dara por 8 anos e que se separou há dois meses, afirmou que o crime foi premeditado. "Um morador me falou que viu Gabriel subindo as dunas do Jacaré de mãos dadas com Dara, como se fossem namorados. Na manhã seguinte, disseram que ele foi na casa de um morador, amigo dele, pedir para ele emprestar a pá. Ele primeiro matou para depois enterrar", afirmou o rapaz, que não quis se identificar.